Participar em Workshops é Interessante. Construir um Drone num Workshop… é Super Divertido!

The 1st Floor Challenge (T1FC), Lisbon 2015.06.06


O workshop The 1st Floor Challenge (T1FC) é um workshop de Gestão de Projetos que decorre durante um dia inteiro. Tem a sua componente teórica e depois, como o próprio nome indica, é proposto um desafio prático aos participantes. É formada uma equipa, onde cada membro têm um papel específico a desempenhar durante o projeto – neste caso foi As Três Mosqueteiras e D’Artagnan. Havia várias responsabilidades, por exemplo, uma pessoa era responsável por “Cortar”, outra por “Colar”, outra por “Montar”, “Inspeccionar” e ainda “Motivador”.

O desafio era montar um drone a baixo custo, durante x tempo proposto pelo cliente, aplicando as metodologias de gestão de projetos que nos foram ensinadas. Na primeira parte foi-nos apresentado o conceito de Design Thinking, no sentido em que devemos perceber o que o nosso cliente pretende, mesmo que este não se consiga expressar corretamente. Aqui tivemos um pequeno desafio, o nosso cliente pediu-nos um drone para um determinado efeito e nós tivemos que perceber, de facto, para que é que serviria este drone. É essencial, para um bom projeto, perceber ao início o que é pretendido. Podemos fazer algo muito bem feito, mas se não for aquilo que o cliente quer, fizemos tudo mal.

Na segunda parte foram-nos ensinadas metodologias de gestão de projeto, passo a passo, de uma forma objetiva e simples. Cada metodologia ensinada, era imediatamente aplicada no nosso projeto. Senti que assimilei os conhecimentos muito rápido por este motivo. No final, pusemos mão à obra e construimos o drone. Ainda me lembro de pensar no início “Meu Deus, como é que vou construir um drone? Não percebo nada disto!” e no final fiquei tão feliz porque o drone voou. Percebi que dadas as instruções de montagem, e aplicadas as boas práticas de gestão de projetos, se tornou muito mais fácil de concretizar.

A nossa equipa foi unida e muito motivada, o que também foi positivo. Não nos conhecíamos, mas isso não nos impediu de trabalharmos bem juntos, e até de nos divertirmos. Por vezes havia momentos de pressão, ou situações de risco, e isso uniu-nos mais. O resultado final: o drone voou durante cinco segundos e caiu três vezes, até que se partiu. Mas o que importa é que aprendemos algo novo, e foi um dia muito bem passado.

A equipa era composta por quatro elementos, três dos quais já trabalhadores, e notava-se que estavam entusiasmados por poder aplicar o que aprenderam no seu meio de trabalho. Eu, sendo a única estudante, adaptei as boas práticas para me organizar nos trabalhos de grupo da faculdade. Curiosamente este workshop decorreu numa altura em que tinha muitos trabalhos para entregar num curto espaço de tempo, e tinha que conseguir organizar as minhas tarefas para os concluir atempadamente. Assim, desenhei um esquema, da mesma forma que aprendi neste workshop, onde dividi os meus trabalhos em atividades mais curtas e simples. Estimei uma duração para cada atividade e fiz um schedule. O resultado foi ótimo! Não por ter entregue a tempo – isso iria acontecer de qualquer das formas – mas pelo conforto com que trabalhei, e pela qualidade do trabalho ter sido boa. Não tive que apressar nada, trabalhava com mais calma e, por isso, melhor. O próximo projeto vai ser a minha tese de mestrado que começa já em Janeiro, onde vou por em prática as metodologias de gestão de projetos que aprendi neste workshop.

De todos os workshops que fiz até hoje, este foi sem duvida, o melhor.

Share this Post!

Related Posts

Tired Of Team Building Activities Where You Don’t Learn Anything?
Why Innovation is Essential to Every Business
Play, Learn, Grow!
Gamification, serious game

Isabel Sousa

O meu nome é Isabel Sousa e sou estudante finalista do Mestrado Integrado em Engenharia e Gestão Industrial (MIEGI) na Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT) da Universidade Nova de Lisboa. Faço parte da direcção do Núcleo de Engenharia e Gestão Industrial (NEGI), sendo o meu cargo o de Vice-Presidente. O NEGI foi criado em 2013 por um conjunto de alunos, onde estive presente, e pertence à Associação de Estudantes da FCT. Desde então temos organizado diversas atividades para os alunos de MIEGI, tais como visitas de estudo, workshops, etc. Estamos presentes nos principais eventos da FCT, e não só, como é o caso do ENEGI Lisboa 2015, em colaboração com o Núcleo dos Estudantes de Engenharia e Gestão Industrial (NEEGI) do Instituto Superior Técnico. Todas estas atividades são criadas por alunos, para alunos, e têm-se mostrado muito benéficas no seu percurso académico. Falo do NEGI porque é muito importante para mim, e foi também através dele que conheci o T1FC. Considero-me privilegiada, por ter oportunidade de estudar numa faculdade muito boa, num curso que gosto, oportunidade esta que os meus pais não tiveram. Ainda fiz Erasmus na Alemanha, onde viajei muito e partilhei uns fantásticos seis meses com estudantes de vários países, que agora tenho o prazer de chamar amigos. Nos tempos livres aproveito para fazer alguns trabalhos promocionais para diversas marcas e para ser hospedeira em eventos, através da agência SpringEvents. Gosto de fazer estes trabalhos porque me ajudam essencialmente a desenvolver a minha capacidade de comunicação. Aprendo a lidar com diversos tipos de pessoas e a resolver problemas rapidamente, muitas vezes sob pressão. Além de desenvolver soft-skills, ainda junto algum dinheiro que uso para viajar!