Estou a interromper?

Estou a interromper?

Interrupções. Haverá algo pior para a concentração de uma pessoa quando está a fazer uma determinada tarefa?

Sem dúvida é um factor que, a meu ver, nos dias de hoje, é um grande problema para a produtividade e criatividade dos recursos de uma empresa, para não mencionar a parte financeira.

Muito na moda estão os espaços abertos (“open spaces”), de forma a manter os colaboradores mais unidos e em sintonia com aquilo que estão a fazer, mas de certo modo o que estão a fazer é a interromperem-se uns aos outros, não a trabalhar em equipa. O facto de colocar as pessoas num “open space”, cria a tentação de comunicar e socializar, pois temos ali alguém com quem podemos e devemos falar. Logo, mais oportunidades para haver interrupções.

Consciencia das pessoas do impacto da interrupção, e minimizar as oportunidades de haver interrupções, é algo a que nos devemos focar, e aí sim, devemos partilhar.

Mesmo em situações em que num espaço estejam só duas pessoas, se uma delas não tiver a consciência do impacto que tem uma interrupção, os dois serão afectos com o mesmo sintoma.

No meu caso, na àrea de desenvolvimento web, uma àrea em que a criatividade está presente todos os dias e em todas as situações, é importante dar às pessoas um espaço de tempo, e até mesmo um espaço físico, para elas “viajarem” nos seus pensamentos, ideias e alinharem o seu raciocionio para uma determinada situação.

Um mundo em que hoje em dia tudo está online, tudo colabora e em que tudo é muito social e muito partilhado, o melhor é mesmo colocar um travão a essa avalanche de informação, quero dizer, interrupção, e focar-mo-nos nas nossas tarefas e nos nossos desafios, só depois do termino da nossa tarefa é que a podemos partilhar.

Num mundo em que tudo está em, e na rede, o importante é estar conectado à sua rede.

Henrique

Ter a Ideia é só 1% do Projecto

Making Ideas Happen by Scott Belsky.

Agora, fazer com que essas ideias se concretizem é outra história.

Quantas ideias já teve no decorrer da sua vida e quantas é que conseguiu realizar de forma bem sucedida? Poucas, não?

Este livro, “Making Ideas Happen“, tem uma série de dicas e passos para fazer com que consiga eliminar os obstáculos que surgem logo após decidir que quer avançar com uma ideia.

Para vencer esses obstáculos, tem que juntar estas três “forças” para que as ideias aconteçam:

  • Organização e execução
  • A força da comunidade
  • Capacidade de Liderança

Estes pontos vão fazer com que cada vez que tenha uma ideia, a consiga abordar de forma mais eficaz, e tenha a capacidade de torna-la em algo mais do que só uma ideia na sua cabeça.

É um livro extremamente prático, baseado em métodos que são aplicados com sucesso por outros.

As dicas apresentadas são para ser digeridas, escrutinadas, e modificadas de acordo às necessidades de cada um.

O livro:

Idéias são inúteis se não consegue fazê-las acontecer.

Ter novas idéias é fácil, o que é difícil é executá-las. Quer se trate de um problema cotidiano ou um novo conceito arrojado, deve transformar a visão em realidade para uma idéia ter valor.

Em Making Ideas Happen, o fundador da Behance, Scott Belsky, narra o processo por trás das equipas lendárias na Disney, na IDEO, e no Google – assim como indivíduos como John Maeda, Seth Godin, Chris Anderson e – partilha métodos testados e comprovados para superar os obstáculos entre a visão e a realidade.

O autor:

Scott Belsky.

Scott Belsky é um orador, escritor e um emprendedor com a missão de capacitar e organizar o mundo criativo. Como fundador e CEO da Behance, ele supervisiona a plataforma criada para profissionais criativos, bem como o “Action Method”, uma aplicação online de produtividade.

Scott acredita que os maiores avanços em todos os setores são o resultado de pessoas criativas e equipas que são especialmente produtivas. Foi nomeado uma das “100 Pessoas Mais Criativas em Negócios” pela Fast Company, é um investidor e consultor para várias empresas, incluindo Pinterest e Uber.

Conheça mais sobre Scott Belsky.

E você, tem executado as suas ideias/projectos?!

Addicted to Evernote

Evernote

Registered since 2010, but always with a very sporadic use, Evernote has never been part of a fundamental tool for my daily life, both personal and professional. Only using it from time to time, some notes here, some notes there, all without much sense or meaning .. ” It’s a funny tool” I thought.

In the last year, with the motivation and explanation of some basic points of how to use Evernote, my use has been increasing day by day, and thus, the creation of habits that had made me thinking more in “Evernote mode”. So I got to the point of being completely addicted to this fantastic application, and begun to put all “my brain” there, all my thoughts, information collected for reading and/or study, notes with dates, etc. It’s like I don’t want to forget anything, so I put everything, really everything.

Some of the fantastic features that Evernote has to offer:

Saves everything you see

Have you seen an article that looks interesting but you do not have time to read it? Keep it in a note and give it a tag “To Read” for you to read it later, maybe on your device (notebook, tablet, smartphone ..). And if you want to create a shopping list for a dinner you’ll organize at home? Easy, just create a note using checkboxes for everything you need to purchase, and then just check the things that you already have done. From photos, texts, documents, pdf’s, lots of different ways to save your whole life in a single application.

The Power of search

Your memory is not what it was? Just type a “loose words” in the search box, and notes with these references will appear, and at the same time, maybe your memory will be awaken with more findings. No matter where the words are, in the title, in the text, in a photo, in a pdf. Everything serves as a search in Evernote, it’s like a specific google search for your memories, in this case, notes.

Always available, anytime, anywhere

No matter where you are, at the office, at home, on the go, all your notes and features are available on any device you’re using, even when you don’t have internet connection, your notes are available on your smartphone. Now, not only is your smartphone walking with you, all your notes too.

Next step? This Christmas, i’m gonna ask Santa Claus an Evernote Premium account.. :)

Written in Evernote obviously.. :)


Phil Libin, CEO, Evernote and Loic Le Meur, Co-Founder, LeWeb 2013

7 steps for a better product, a better company, a better life

In theses days i’m searching for 7 “things” that a company should have to become a happy and enjoyable place, to create and make new and intelligent products.
If found these from a concept called Chakras, that are points in our body where energy floats (resuming)..

#One: Security
#Two: Creativity
#Three: Freedom
#Four: Balance
#Five: Expression
#Six: Imagination
#Seven: Knowledge

When i found this, i realized that this points are essencial not just to make a good product, but to make a good company, and make a better life.
If we apply this points in all areas of our life/business, we can make everything what we imagine!

This is not rules to condicionate your life, they are just tips.

Live your life yourself and search what is more important and what makes you feel good. This tips can guide you to find your best path in your life/business.

Just be!!